Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Histórico

Projetos de eficiência energética Energia Verde e Nova Geladeira ajudam a disseminar as práticas sustentáveis de consumo de eletricidade e incluem a doação de eletrodomésticos eficientes
 
Em 2012 a Cosern investiu R$ 6.373.533,03 milhões em seu programa de eficiência energética.para disseminar as práticas sustentáveis de consumo de eletricidade e cumprir a determinação da Aneel de aplicar, anualmente, 0,5% da receita operacional líquida em ações que tenham o objetivo de combater o desperdício de energia elétrica, a Cosern concentra os investimentos em dois projetos de eficiência energética: Energia Verde e Nova Geladeira.
 
Energia Verde

Iniciado em 2010, o projeto possibilita a troca de eletrodomésticos usados por novos e eficientes, com selo Procel de economia de energia. Basta o cliente contribuir para o reflorestamento da Mata Atlântica na fatura de energia elétrica, visando compensar as emissões de CO2 no meio ambiente. Cerca de 3.130 clientes aderiram ao projeto até dezembro de 2012, proporcionando a troca de 2.780 equipamentos ineficientes por meio de um investimento de mais de R$ 500 mil em bônus aos clientes. Além disso, foram doadas mais de 17,4 mil lâmpadas eficientes aos participantes no momento da inscrição.
 
Nova Geladeira

Geladeira.jpgDirigidas a consumidores classificados como baixa renda, conforme enquadramento na Tarifa Social do Governo Federal, as ações do Projeto Energia Social Nova Geladeira de 2012 contemplaram dez municípios com baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado. Além disso, foram realizadas nove ações em empreendimentos do Programa da Caixa Econômica Federal “Minha Casa Minha Vida”,beneficiando os moradores dos imóveis inaugurados no Estado. Nas ações, a Cosern realizou palestras de educação sobre o uso racional e eficiente de energia e promoveu a doação de 4.314 geladeiras e 24.895 lâmpadas fluorescentes compactas eficientes. Após recebimento e estocagem dos equipamentos, há separação e retirada dos materiais reaproveitáveis para envio à reciclagem. Operadores são treinados para realizar os processos, gerando emprego e renda em toda a cadeia. Os valores arrecadados nesse processo são reinvestidos em projetos socioambientais.